CABOCO É HOMEM CRIADOR

caboco is a being creator.

O projeto CABOCO surge de uma pesquisa iniciada em 2011 quando GUSTAVO começa a produção de imagens com temáticas indígenas por conta da sua raiz com a etnia Wapichana localizada na Serra da Lua (Roraima) no norte do Brasil. GUSTAVO, um caboclo urbano do sul (Curitiba), entrou num processo de retorno a raiz e passou a olhar a tribo que carrega dentro de si (#euTRIBO) e registrar os passos da caminhada em desenhos. A intuição, a religiosidade e a curiosidade em aprender a visão do índio brasileiro frente ao que é visto como sagrado motiva o trabalho. Os desenhos são extratos de experiências reais: seja ela de uma visita em campo, relatos da mãe do período que vivia na aldeia, sua relação com as plantas ou o imaginário amazônico. GUSTAVO, em Dezembro de 2017, irá retornar a comunidade Wapichana para aprofundar seus estudos da raiz e da mata.

CABOCO walks

The CABOCO project arises from a research started in 2011 when GUSTAVO started producing images with indigenous themes - due to his root with the Wapichana tribe located in the "Serra da Lua" (Roraima) in northern Brazil. GUSTAVO, an urban Caboclo from the south (Curitiba), dove into a process of returning to the root and began to look at the tribe that carries within himself (#euTRIBO) and document the steps of the journey. Intuition, religiosity and curiosity to learn an indigenous point of view of the sacred motivates the work. Most of the drawings are excerpts from real experiences: whether it be from GUSTAVO's mother reports while she was still living in the tribe, experiences in Umbanda terreiros or the Amazonian imaginarium. GUSTAVO, in December 2017, will return to the Wapichana community (which was only visited by him in 2001) to deepen root studies.

07-homemsemente07-homemsemente
homem-sombra2homem-sombra2

"Caído no chão moveu a mente.
Nasce homem-semente.
E do rito do passo vivo
Eu vi: eu coletivo."

"Dispirited on the floor *
Sky touches the floor *
Man-seed is born.
And from the ritual of foot active
I saw: me collective."

CURA

“A todos os curandeiros, realizadores, lutadores, idealizadores, ouvintes e falantes. Aqui vai mais um poemagem:

Escola Psicanalista Kleiniana freudo-umbandista analítica barroca;
Ao dar ouvidos, eu planto o quê? 
Dar ouvido é a cura da amargura.
Cura através da escuta.
Falo o quê depois de ouvido?
Ao dar a fala, eu planto o quê?
Dar a fala é a amargura da cura.
Escuta através da cura.
Curo o quê depois da fala?
Fala, houve. Ouve, falha?"

#euTribo

"ouço a terra. piso
ao alto da terra. 
chão
morte na terra. subterrâneo
retorno a terra. 
caminho"

"hark to earth. step
up the earth. 
ground
death on earth. underground
return to earth. 
way"

conheça caboco:

Meet caboco and send him to the Amazon.

dez/2017
"retorno à terra"

[unex_ce_button id="content_is4za3v67,column_content_xdugl1s3v" button_text_color="#2d4850" button_font="bold" button_font_size="15px" button_width="auto" button_alignment="center" button_text_spacing="2px" button_bg_color="" button_padding="15px 60px 15px 60px" button_border_width="2px" button_border_color="#2d4850" button_border_radius="0px" button_text_hover_color="#c15039" button_text_spacing_hover="2px" button_bg_hover_color="#ffffff" button_border_hover_color="#2d4850" button_link="http://caboco.tv/retorno" button_link_type="url" button_link_target="_self" has_container="" in_column="1"]retorno[/ce_button]